Conheça os chocolatiers: os especialistas em chocolate

A correspondente da Revista Embarque, Ana Abril, conversou com eles, em Praga

19 de abril de 2014

A correspondente da Revista Embarque, Ana Abril, conversou com eles, em Praga

Para se tornar um especialista “chocolatier” não basta apenas controlar a arte do chocolate para fazer sobremesas gostosas. Antes disso, é preciso compreender os aspectos físicos e químicos deste alimento para poder usá-lo em diversos pratos. Vitek Nemecek, 35 anos, é chocolatier há cinco anos e sabe bem disso.  (Foto: Ana Abril)  “Você já experimentou cordeiro com chili coberto com molho de chocolate amargo? É uma delícia”, dispara aos dois primeiros minutos de conversa. A pergunta incomum revela a paixão de Vitek por seu trabalho.

“Levo muitos anos comendo chocolate. Como todos os dias e não estou gordo, viu?”, brinca. Isso porque Vitek, além de um profissional do cacau, também é um chocólatra. Tudo começou há cinco anos, quando Vitek viu um anúncio que buscava amantes de chocolate para trabalhar com o produto. Ele nem parou para pensar. “Antes eu trabalhava como garçom em um cassino, agora eu trabalho com algo que eu amava desde criança”.

A anunciante era a Choco-Story, um museu do chocolate nascido em Bruges, na Bélgica. O museu procurava transformar um chocólatra em um especialista na arte culinária do chocolate. Com sucursais em Praga e Paris, a Choco-Story mostra a história e o processo de fabricação do produto milenar. Para celebrar sua origem, o museu inaugurou recentemente uma nova sucursal em Yucatán, no México, onde a invenção inca foi descoberta pelos espanhóis e ganhou o mundo.

Atualmente, Vitek Nemecek trabalha em Praga, sua terra natal, mostrando aos visitantes do museu como se elabora um bombom de chocolate com recheio de morango, entre uma infinidade de outras criações. O simpático tcheco também fabrica parte dos milhares de produtos que dão água na boca nos visitantes e são vendidos nas lojas do museu. “Os chocolatiers não transformam o cacau em chocolate, nós trabalhamos a partir do chocolate, fazemos recheios e esculturas, por exemplo”, explica. Nos últimos 5 anos Vitek tem melhorado seus conhecimentos assim como sua habilidade na confecção com chocolate. Porém, ele não está totalmente satisfeito. “Ainda sou júnior, tenho muito que aprender”.

Edição Impressa da Embarque
Confira na edição impressa – maio/junho da Revista Embarque a entrevista completa do chocolatier feita pela correspondente internacional, Ana Abril, direto de Praga, na República Checa

Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários