Cães relaxam passageiros à espera de voo na Califórnia

27 de dezembro de 2013

Viajantes com medo de voar usam cachorros como terapia para se distrair.

Perder o voo pode ser uma experiência menos frustrante se um simpático labrador negro se aproximar abanando o rabo. Baseando-se nessa ideia, o San Francisco International Airport (SFO), na Califórnia (costa oeste dos EUA), lançou no começo de dezembro um programa de terapia com cães. O objetivo é relaxar os passageiros estressados ou com pânico de voar através de jogos e carinhos com cachorros treinados. (fotos: San Francisco International Airport)

Os cães, introduzidos pela Sociedade de Prevenção à Crueldade contra os Animais (SPCA), passeiam acompanhados por seus donos e vestindo coletes com a inscrição “Pet Me” (brinque comigo). Conhecido como “Wag Brigade” (brigada canina), o programa conta com a participação de nove cachorros cuidadosamente escolhidos de acordo com o temperamento e a adaptação ao ambiente do aeroporto.

Entre os protagonistas está Dino, um Yorksire terrier de dois anos que passeia pelo SFO em um vagão vermelho, e Donner, um Labrador treinado como cão-guia que teve que deixar sua carreira por problemas de saúde. Agora ambos os cães trabalham no aeroporto animando os passageiros com saudade de casa ou distraindo àqueles que estão entediados.

JennaJenna, em seu uniforme de trabalho, aguarda mais um passageiro

A brigada conta com cachorros de todos os tamanhos e raças certificados através do Programa de Terapia Assistida por Animais (AAT). Fabio Giuntarelli, agente imobiliário em São Francisco, é um dos voluntários do programa que junto a Jenna, um poodle branco, visita vários dias por semana o aeroporto. Eles também realizam voluntariado em asilos e hospitais, especialmente com pacientes de Alzheimer. “Eu comecei o voluntariado há 30 anos com grupos de AIDS. Agora eu faço isso”, disse Giuntarelli, nativo da Itália. “Gosto de ajudar e desta forma eu posso fazer isso com o meu melhor amigo”, conta.

O programa tem sido um sucesso desde o primeiro momento. Segundo Doug Yakel, o porta-voz do aeroporto, ataques de alergia ou brigas entre animais são extremamente raros. “Nós estamos sempre procurando novas maneiras de surpreender e encantar nossos viajantes”, disse Yakel. “Tentamos fazer com que o ambiente do terminal seja o mais agradável possível”, explica.

Por outro lado, os passageiros estão encantados. “Nós somos do exterior. Não temos cães em aeroportos”, disse Laura Doremi, uma passageira australiana.

cachorroToby, da raça goldendoodle, em mais um dia de trabalho no SFO

Nos últimos tempos, o SFO se está consolidando como um aeroporto cão-loving, ou seja, que aceita animais de estimação. No mês de novembro, por exemplo, o aeroporto hospedou a Virgin America’s “Operation Chihuahua”, uma operação para dar um novo lar em Nova Iorque a chihuahuas sem dono de São Francisco.

A terapia com animais dentro dos aeroportos é usada em diversos lugares dos EUA. Outros aeroportos situados em Florida, Buffalo, San Jose e Nova Iorque também possuem programas similares ao do San Francisco International Airport.

Ana Abril com informações do SFO e do Huff Post

Ana Abril (90 Postagens)

Estudante do último ano da dupla graduação em Jornalismo e Comunicação Audiovisual. Mora em Praga, na República Tcheca. Colunista da Revista Embarque.


Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários