Controle de segurança do futuro é testado em aeroportos

13 de dezembro de 2013

O objetivo é garantir a segurança dos passageiros com os mínimos inconvenientes.

Uma nova forma de fazer o controle de segurança, conhecida como Smart Security (Segurança Inteligente), chega aos aeroportos. O Conselho Internacional dos Aeroportos (ACI) e a Associação de Transporte Aéreo Internacional (IATA) firmaram um acordo para desenvolver em conjunto o software que ajudará nos processos de controle de segurança. Esse software determinará o que se conhece como o controle de segurança do futuro. (fotos: Divulgação)

O objetivo do SmartS – como é conhecido o Smart Security- é fornecer aos aeroportos de um sistema que garanta aos passageiros passar por todos os postos de segurança com os mínimos inconvenientes. Por enquanto, o projeto ainda está em fase de teste e no próximo ano será experimentado em importantes aeroportos como o Heathrow Airport, em Londres, ou o Amsterdam Airport Schiphol, na Holanda. Para isso, ambos contarão com o apoio dos seus respectivos órgãos reguladores.

iata-large-image

O diretor geral da IATA, Tony Tyler, mostrou-se satisfeito com o acordo entre os dois órgãos: “O acordo com o ACI em relação à Smart Security fará com que o sistema se beneficie da experiência e conhecimento que ambas as organizações têm construído ao longo dos anos”. Por outro lado, Angela Gittens, Diretora Geral do ACI Mundial, acrescentou: “O controle de segurança é um ponto que desencadeia uma sensação de medo na jornada do passageiro. Através do Smart Security, o ACI e a IATA conduzirão a mudança necessária”. Segundo ela, os aeroportos, as companhias aéreas, as autoridades de controle e os fornecedores de sistemas “têm um papel a desempenhar para tornar o processo mais eficaz, eficiente e agradável para o passageiro”. “O Smart Security unifica as partes interessadas com o objetivo de transformar o posto de segurança para que todo o público que viaja possa se beneficiar”, resume Gittens.

O foco para os próximos 12 meses é aperfeiçoar os recursos de rastreamento de segurança, integrá-lo com tecnologia inovadora e reaproveitar os equipamentos existentes. Dessa forma, estes novos procedimentos serão aplicados visando facilitar a tomada de decisão e a triagem dos passageiros.

Ana Abril com informações do Airport World e do Future Travel Experience

 

Ana Abril (90 Postagens)

Estudante do último ano da dupla graduação em Jornalismo e Comunicação Audiovisual. Mora em Praga, na República Tcheca. Colunista da Revista Embarque.


Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários