Cigarros eletrônicos são utilizados nos terminais norte-americanos

5 de dezembro de 2013

Não existem leis específicas, mas não são todos que adotam a utilização.

Já é possível fumar e-cigarros (cigarros eletrônicos) dentro do terminal de alguns aeroportos dos EUA. A questão, porém,  ainda divide os grandes aeroportos norte-americanos. Por enquanto, leis estaduais e municipais não interferem na decisão dos aeroportos sobre o polêmico uso do e-cigarro em ambientes fechados. Isso porque os espaços dos aeroportos são regulados pelo Conselho Internacional de Aeroportos. Esta área cinza levou a diferentes protocolos nos aeroportos e,às vezes, até mesmo dentro do próprio aeroporto. (fotos: Divulgação/Kalleboo-Flick)

Por exemplo, o Ronald Reagan Washington National Airport, em Washington, permite o uso do e-cigarro nas suas instalações. Por outro lado, o Chicago’s airports, em Chicago, considera os e-cigarros iguais aos cigarros de tabaco e proibiu seu uso, exceto em áreas designadas para fumantes. Já o Miami International Airport, em Miami, permitiu, mas agora está revendo a sua política.

Os casos mais confusos são os de LaGuardia International and John F. Kennedy International airports, ambos em Nova Iorque, que proíbem e permitem uso de e- cigarro – dependendo do terminal. A Autoridade Portuária de Nova York supervisiona os aeroportos e proíbe o uso do e-cigarro nos terminais que opera. Porém, permite que os terminais alugados a companhias aéreas e empresas privadas tenham suas próprias políticas sobre o uso do cigarro eletrônico.

2013_01_16_JA___SmokingLounges

Saúde

O uso do e-cigarro foi “crescendo rapidamente”, de acordo com o Centers for Disease Control (CDC). Um em cada cinco fumantes já tinha experimentado os e-cigarros em 2011, o dobro do número do ano anterior, segundo um relatório do CDC. Em geral, cerca de 6 % dos americanos fumaram cigarros eletrônicos em 2011.

O departamento de saúde dos EUA, Food and Drug Administration (FDA), testou em 2009 amostras de solução líquida de nicotina vaporizada por e-cigarros e encontrou “níveis detectáveis de agentes cancerígenos conhecidos e produtos toxicos”. A indústria do e- cigarro, no entanto, diz que o produto é uma alternativa de baixo risco aos cigarros de tabaco e que não produz  fumo passivo.

De qualquer forma, o FDA irá propor regras nacionais para os e-cigarros, incluindo como eles podem ser comercializados e restrições de idade para a compra dos mesmos.

Europa

Já na Europa, o Heathrow Airport, um dos aeroportos mais importantes do mundo que se encontra em Londres, designou nesse mês de dezembro uma zona para fumantes de e-cigarros. Porém, a União Europeia proíbe a utilização de cigarros eletrônicos, porque segundo a entidade  “normalizam a ação de fumar”.

Ana Abril com informações do USA Today e da Time

Ana Abril (90 Postagens)

Estudante do último ano da dupla graduação em Jornalismo e Comunicação Audiovisual. Mora em Praga, na República Tcheca. Colunista da Revista Embarque.


Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários