Robô de bagagem auxilia passageiros no Aeroporto de Genebra

Conhecido como Leo, o robô leva as malas e ajuda no despacho

Por: Redação Embarque - 19 de maio de 2016

Os passageiros que chegam ao Aeroporto de Genebra, na Suíça, têm recebido ajuda de Leo para despachar as malas. Leo é um robô de bagagem inovador desenvolvido pela SITA, provedora de TI para transporte aéreo, que está sendo testado fora do terminal 1 do aeroporto.

Leo é totalmente autônomo, com autopropulsão e tem a capacidade de realizar o check-in, imprimir etiquetas de bagagem e transportar até duas malas com um peso máximo de 32 kg. Ele também tem uma capacidade de desvio de obstáculos e pode navegar em um ambiente de alto tráfego, como um aeroporto.

O robô recebeu o nome de Leo em homenagem ao inventor renascentista italiano e engenheiro Leonardo da Vinci, que construiu o que é agora reconhecido como o primeiro robô do mundo.

Leo Baggage Robot

Leo em ação no terminal de Genebra – divulgação

Funcionamento

Ao tocar a interface de Leo, são abertas as portas do compartimento de bagagem para permitir que os passageiros coloquem as malas no interior. Depois que os passageiros digitalizaram seus cartões de embarque, as etiquetas são impressas e podem ser anexadas à mala. Com as malas carregadas e identificadas, a porta do compartimento fecha e Leo exibe o portão de embarque e o tempo de partida.

Em seguida, Leo leva as malas diretamente para a área de manuseio de bagagens, onde são classificadas e ligadas ao voo correto. As portas do robô só podem ser reabertas pelo operador de descarga de bagagem no aeroporto.

O uso de robôs, como Leo, significa que, no futuro menos malas e carrinhos vão entrar no terminal, reduzindo o congestionamento e tornando a navegação mais fácil no aeroporto.

Assista  Leo em ação no Aeroporto de Genebra

 

 

Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários