Aeronave elétrica não faz barulho e pode decolar do quintal de casa

A previsão é que o modelo esteja à venda em 2018

Por: Redação Embarque - 29 de junho de 2016

divulgação

Imagine uma aeronave que pode ser alimentada a partir de uma tomada de parede, decolar de sua casa  e com motores elétricos tão silenciosos que seu vizinhos nem vão se incomodar. Parece filme de ficção científica , mas esse conceito está próximo de se tornar realidade.

A equipe da Lilium, empresa start-up alemã fundada por quatro graduados da Universidade de Munique: Daniel Wiegand, Patrick Nathen, Sebastian e Matthias Meiner,  está desenvolvendo a ideia e a expectativa é que o modelo esteja à venda em 2018.

A aeronave de dois lugares tem formato oval e sobe e desce verticalmente, como um helicóptero. O modelo exigirá apenas uma área plana de 15 por 15 metros para decolar e pousar.

Os idealizados dizem que a aeronave poderá atingir uma velocidade máxima de até 500km/h. “Nosso objetivo é desenvolver uma aeronave para uso na vida cotidiana. Estamos criando um avião que não precisa da infraestrutura complexa e cara de um aeroporto”, relata a equipe em entrevista à CNN.

160511104334-01-lilium-jet-exlarge-169

O modelo  utiliza motores de ventilador de dutos, que segundo a equipe,  o torna  muito mais silencioso do que os helicópteros ou aviões particulares tradicionais. Além disso, vem com a bateria que pode ser utilizada em qualquer tomada convencional.

Mas a aeronave tem suas desvantagens. O modelo foi projetado apenas para decolar durante o dia e em boas condições meteorológicas no espaço aéreo.

Preço

Ainda não há nenhuma previsão de preço, mas de acordo com os idealizadores, a aeronave será acessível ao consumidor. “A longo prazo, o nosso objetivo é construir uma aeronave que não só  super-ricos possam pagar. Queremos que o transporte aéreo privado seja possível para um número muito maior de pessoas”, finaliza.

 

 

 

Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários