Aeroporto canadense será o primeiro do mundo a usar falcão robótico para afastar pássaros

O Robird é tão realista que as outras aves são enganadas e acreditam que um dos seus principais predadores está na área

Por: Vanessa Barboza, Redação Revista Embarque - 16 de maio de 2017

O Robird faz parte de um projeto com drones para observar animais selvagens e inspecionar edifícios. (Foto: Divulgação)

Após testes bem sucedidos, o Aeroporto Internacional de Edmonton, no Canadá, que atende cerca de oito milhões de passageiros e  recebe 168 mil voos por ano,  será o primeiro do mundo a usar diariamente falcões robóticos controlados remotamente para afastar pássaros de seu entorno. Atualmente é utilizado lasers para esse procedimento.

A nova tecnologia chamada Robird  foi desenvolvida pela Clear Flight Solutions, uma empresa da Universidade de Twente, na Holanda, e passa operar no terminal em junho. Durante os primeiros três meses, as operações serão monitoradas para que pilotos possam se acostumar com a novidade.

Segundo os criadores, o robô voa batendo as asas numa velocidade que pode chegar a 70 km/h e até 120 metros de altura, como um verdadeiro falcão. O Robird é tão realista que as outras aves são enganadas e acreditam que um dos seus principais predadores está na área.

As aves são uma séria ameaça à segurança na aviação, pois podem colidir com  as aeronaves e causar acidentes.

Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários