Aeroporto indiano aumenta segurança em meio às maiores eleições da história

16 de março de 2014

As bagagens de políticos serão vistoriadas para evitar contrabando.

Os políticos terão suas bagagens vistoriadas antes de subir em seus aviões privados no Indira Gandhi International Airport, situado em Délhi. A medida foi imposta pela Comissão Eleitoral de Delhi para evitar o contrabando e a movimentação de dinheiro negro antes das eleições do Lok Sabha, ou seja, da Câmara baixa do Parlamento da Índia. (foto: GG2 / IBN Live / Asklaila)

A importância do evento é histórica, já que, se estima que participem 814 milhões de eleitores, tornando-as maiores eleições democráticas jamais organizadas. Também serão as eleições mais longas da história da Índia, começarão em 7 de abril e acabarão em 12 de maio. Por isso,  segurança nos aeroportos também foi incluída no pacote de medidas para evitar fraudes eleitorais.

Dessa forma, quase todos os políticos deverão ter sua bagagem vistoriada pela Força Central da Polícia Armada (CISF) e a Policia Federal indiana antes de viajar em suas aeronaves privadas. O “quase” se deve a uma seleta lista de políticos que, segundo a Comissão Eleitoral de Delhi, não teria que realizar a comprovação de segurança. Porém as razões desta exclusividade não foram divulgadas.

delhielections2Fila de eleitores esperando votar nas eleições para a Assembleia Legislativa de Délhi em 2013

As autoridades indianas também solicitaram que o Indira Gandhi International Airport instale scanners adicionais na sala de desembarque para olhar a bagagem dos visitantes que chegam à cidade de Nova Délhi.

“A menos que sejam especificamente isentos pelo nome, mesmo para as pessoas que têm a possibilidade de usar um veículo até o avião, sua bagagem e bagagem de mão deverão ser rastreadas pela CISF e a Polícia Estadal, sem qualquer tipo de relaxamento”, disse Ankur Garg, o oficial-chefe da Comissão Eleitoral de Delhi. A maioria dessas pessoas são políticos, disse ele.

A Comissão Eleitoral de Delhi realizou uma reunião na última quinta-feira, dia 13 de março, com as autoridades aeroportuárias e de segurança para finalizar os procedimentos operacionais padrão em termos de movimentação de passageiros e carga antes das eleições à Lok Sabha.

helicopters1

Com o objetivo de manter um conhecimento sobre as despesas dos candidatos e dos partidos políticos, os funcionários do Controle de Tráfego Aéreo (ATC) do aeroporto também terão que compartir os registros de todos os voos fretados e helicópteros com os funcionários da Comissão Eleitoral, com até meia hora de antecedência.

“Além disso, o ATC terá que manter os registros das aeronaves fretadas ou helicópteros que pousem ou decolem em aeroportos comerciais, assim como o tempo de pouso e decolagem, os nomes e o número de passageiros. Os registros têm que ser fornecidos aos órgãos no prazo de três dias, para que os observadores possam fazer as anotações necessárias”, explica Garg.

Os órgãos de fiscalização do aeroporto vão focar especialmente na movimentação de dinheiro acima das Rs.10 lakh, ou seja, de 4 mil reais e do transporte de mais de um quilograma de ouro. Além disso, a triagem será filmada e as informações preservadas por três meses após a finalização das eleições.

Ana Abril com informações do The Hindu e do TwoCirclesdo

Ana Abril (90 Postagens)

Estudante do último ano da dupla graduação em Jornalismo e Comunicação Audiovisual. Mora em Praga, na República Tcheca. Colunista da Revista Embarque.


Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários