Aeroportos fantasmas: Alternativas quando já não voam mais aviões

24 de março de 2014

Saiba as histórias de quatro aeroportos abandonados e suas funções na atualidade. 

Aeroportos falidos desenhados para serem os mais importantes do mundo, produtos dos caprichos de políticos e com acontecimentos inesquecíveis. Conheça quatro aeroportos fantasmas com histórias bizarras e interessantes. (fotos: Panoramio / Flickr / Sanbec / Dicklebers / Yvan — Leduc)

templehof2

Berlin Tempelhof Airport – Vestígio da Alemanha nazi reconvertido em recinto cultural

Hitler usou o Berlin Tempelhof Airport em várias ocasiões e Max Schmeling, campeão mundial de pesos pesados, aterrizou neste aeroporto em 1936 enquanto uma multidão o aclamava. Em 2008, o Berlin Tempelhof Airport, um dos três aeroportos da capital alemã, foi fechado. Sua proximidade com a cidade impediu a ampliação do aeroporto e o tornou inútil em relação aos seus competidores. Dois anos mais tarde, suas instalações foram inauguradas como zona de lazer e o antigo aeroporto foi rebatizado com o nome de “Tempelhofer Feld”. Desde sua abertura como parque e centro cultural, o abandonado aeroporto tem acolhido exposições, festivais de música e até o concurso de moda “Bread & Butter”.

castellon

Aeropuerto de Castellón-Costa Azahar  – A imagem da corrupção política

Em 2011, foi inaugurado o Aeropuerto de Castellón-Costa Azahar, na Espanha, no entanto, nenhum avião posou ou decolou ainda em sua única pista. O aeroporto espanhol é o maior exemplo de projeto de infraestrutura à serviço da corrupção de políticos espanhóis. O visionário desse projeto, Carlos Fabra, governador de Castellón, estado onde o aeroporto está situado, também era presidente da sociedade pública que gerenciava o aeroporto. Após o aeroporto, ser inaugurado, descobriu-se que faltava uma permissão para o aeroporto ser usado como tal. Desde este dia, a pista do aeroporto foi usada por empresas automobilísticas para realizar provas nos seus novos modelos de carro. Também foram organizadas algumas festas-protesto nas instalações do aeroporto. Porém, o que é mais atraente no aeroporto não são seus voos (ou a falta deles), mas sim uma enorme estátua em alusão a Carlos Fabra, o mesmo que está processado por corrupção.

nicosia

Nicosia International Airport – Em terra de ninguém

O aeroporto viveu uma batalha em 1974 e agora está fechado no mesmo estado em que a guerra o deixou. O Nicosia International Airport, situado na capital da ilha de Chipre, foi o mais importante do país. Porém, após a invasão turca de 1974 que ainda mantém a ilha dividida entre gregos e turcos, o aeroporto ficou sob o controle da força das Nações Unidas encarregada de manter a paz em Chipre (UNFICYP).

montreal

Montréal-Mirabel International Airport – Ilusões de grandiosidade

O que pretendia ser o maior aeroporto do mundo, virou um aeroporto de carga e usado para voos militares e oficiais. Desde 2004, quando a última linha aérea abandou o aeroporto, o Montréal-Mirabel International Airport já não recebe mais passageiros. Atualmente, o espaço serve de depósito para a montagem de peças da construtora aeronáutica Bombardier. Sua pista também foi circuito da Nascar Canadian Tire Series, uma competição automobilística nacional canadense. E o mais curioso de tudo: as instalações foram usadas para a gravação do filme “O terminal”, dirigido por Steven Spielberg. Contudo, esse não é o único aeroporto abandonado convertido em estudo cinematográfico. O Aeropuerto Central Ciudad Real, anteriormente conhecido como “Aeropuerto Don Quijote”, próximo a capital espanhola, foi usado em 2012 na filmagem do longa metragem Os amantes Passageiros, de Pedro Almodóvar.

Ana Abril com informações da Skyscanner, do Valencia Plaza e do news.com

(Visited 2.776 times, 1 visits today)

Redação Revista Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com

Fone: (11) 96948-7446

Whatsapp: (11) 96948-7446