Airbus anuncia  primeiro centro de serviços de ciclo de vida de aeronaves na China

A entrada em serviço do novo centro está prevista para o final deste ano.

Por: Redação da Revista Embarque - 30 de abril de 2023

A Airbus, a Tarmac Aerosave e a Cidade de Chengdu estabeleceram uma joint venture para o primeiro centro de serviços de ciclo de vida de aeronaves na China. A nova instalação abrangerá uma série de atividades, desde estacionamento e armazenamento de aeronaves até serviços de manutenção, atualizações, conversões, desmontagem e reciclagem para vários tipos de aeronaves. Foto: Novo Centro de Serviços de Ciclo de Vida de Aeronaves em Chengdu

O anúncio segue um Memorando de Entendimento  assinado inicialmente em janeiro de 2022. A entrada em serviço do novo centro está prevista para o final deste ano.

A instalação cobrirá uma área de superfície de 717.000 metros quadrados e uma capacidade de armazenamento de 125 aeronaves. Ele será incorporado a um ecossistema completo com um parque de indústrias de aviação adjacentes, que abriga empresas de manufatura e serviços aeroespaciais no Distrito de Shuangliu, em Chengdu. Será mais um marco importante de cooperação entre a Airbus e a China, contribuindo para fortalecer a indústria de aviação da China em serviços pós-venda. Com este centro de ciclo de vida de aeronaves, a presença da Airbus na China é expandida para cobrir toda a cadeia industrial, desde a fabricação de peças, montagem e entrega de aeronaves, operação da frota e até serviços de fim de vida, como desmontagem e reciclagem de peças de alto valor.

“Este novo centro em Chengdu se encaixa perfeitamente na abordagem da Airbus em relação à responsabilidade ambiental em todo o ciclo de vida da aeronave. Armazenamento, atualizações e desmontagem de aeronaves ocorrerão sob o mesmo teto. Estamos muito satisfeitos em trabalhar com nossos parceiros fortes e experientes, Tarmac Aerosave e a Cidade de Chengdu, para desenvolver o primeiro centro de serviços de ciclo de vida desse tipo na China e sua gama de serviços,” diz Cristina Aguilar, vice-presidente sênior de Serviços ao Cliente da Airbus.

A Tarmac Aerosave traz sua expertise comprovada de mais de 15 anos em desmontagem eficiente de aeronaves para o projeto. Localizada na mesma instalação, a subsidiária da Airbus, Satair, adquirirá aeronaves antigas, negociará e distribuirá peças usadas para completar todo o escopo de serviços de ciclo de vida. 75% das aeronaves armazenadas na instalação serão transferidas para um segundo ciclo de vida. As aeronaves restantes serão desmontadas com o processo exclusivo da Tarmac Aerosave, recuperando cerca de 90% do peso da aeronave, muito acima dos padrões da indústria.

(Visited 152 times, 1 visits today)

Redação Revista Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com