17 anos de compromisso com a comunidade aeroportuária de Guarulhos

Fundada há 17 anos, a Associação dos Servidores da Infraero (Assinfra – Guarulhos) está de diretoria nova. Eleita em 2010, os novos diretores querem valorizar o papel da entidade para a comunidade

21 de janeiro de 2013

Fundada há 17 anos, a Associação dos Servidores da Infraero (Assinfra – Guarulhos) está de diretoria nova. Eleita em 2010, os novos diretores querem valorizar o papel da entidade para a comunidade aeroportuária da cidade. Cerca de 35 mil aeroportuários, aeroviários (funcionário das empresas aéreas), aeronautas (profissionais que atuam no interior das aeronaves) e funcionários da construção civil trabalham nas imediações do maior Aeroporto da América Latina.

A Assinfra-GRU possui atualmente 25 gremistas (expositores – depoimentos na página 9) que comercializam produtos vendidos a preços acessíveis aos funcionários e visitantes. A entidade está sediada dentro do Aeroporto de Cumbica, que recebe mensalmente cerca de três milhões de passageiros por mês.

O diretor financeiro da entidade, Carlos dos Reis Silva, comemora os resultados da nova gestão. “Nestes últimos dois anos organizamos eventos sociais, como a nossa 1ª Festa Junina, que aconteceu no final de junho, e a do Dia dos Namorados. Também reformamos a nossa quadra e temos buscado ampliar os convênios e serviços oferecidos aos nossos associados”, explica.

Reis conta que a tarefa não tem sido fácil. “Assumimos a Assinfra com uma grande dívida, mas o importante é que estamos conseguindo regularizar este débito e queremos melhorar o leque de serviços aos nossos associados cada vez mais”, disse.

Associado à Assinfra, o gerente de Operações da Infraero, Luiz Alberto Bellini, destaca que a entidade é importante porque facilita a vida dos funcionários. “É muito bom ter uma Associação que tem várias opções de convênios e facilidades bem perto do local de trabalho”, conta.

Bellini deseja sucesso à Diretoria e espera que consiga re-solver os problemas deixados pela gestão anterior. “Mais convênios, facilidades e áreas de lazer. Acho que isso é o mais importante no trabalho de uma Associação”, finaliza.

Concessão e Parceria

Com a finalidade de aumentar os investimentos e melhorar a qualidade no atendimento, o governo Dilma (PT) realizou, em fevereiro deste ano, uma concessão dos aeroportos internacionais de Guarulhos, Campi-nas e Brasília para as empresas da iniciativa privada. A concessão rendeu R$ 24,5 bilhões que foram destinados ao Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC), que tem a finalidade de garantir verbas para outros aeroportos que sejam reformados ou construídos.

O Aeroporto de Guarulhos
foi arrematado pelo consórcio Invepar (formado pelas empresas de fundo de pensão Previ, Funcef e Petros, a construtora OAS e a operadora estatal sul-africana ACSA) por R$ 16,2 bilhões, enquanto Campinas (Viracopos) ficou com o consórcio Aeroportos Brasil que ofereceu R$ 3,8 bilhões. Já o terminal de Brasília ficou com o consórcio Inframérica Aeroportos, que pagou R$ 4,5 bilhões.

O governo federal deixa claro que o modelo de concessão não é privatização.

A diferença é que um modelo de concessão é regulado por meio de contrato que prevê a devolução ao governo dos bens e serviços ao fim do período contratual ou a qualquer momento por interesse público. Já na privatização, o patrimônio é da empresa que comprou.

No modelo de concessão, a estatal Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) continua dona da concessão de 49% destes três aeroportos e, por-tanto, continuará tendo metade dos lucros deles. Este novo modelo também tem prazo: 30 anos para Viracopos, 25 anos para Brasília e 20 anos para Guarulhos.

Perguntado como será a relação da Assinfra-GRU com o novo concessionário, Carlos Reis, frisa que será de parceria. “Queremos que eles nos reconheçam e desenvolvam ações que valorizem a nossa comunidade aeroportuária. Também é fundamental que sejam mantidas as nossas áreas existentes. Acredito que um amplo intercâmbio entre nós e a administração trará bons resultados para todos”, finaliza.

Viviane Barbosa

Editora da Revista Aérea

Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912