Dilma anuncia R$ 645 milhões para Mobilidade Urbana

11 de novembro de 2013

As obras anunciadas pela presidenta poderão ser iniciadas em 2014.

A presidenta Dilma Rousseff anunciou na quinta-feira, dia 7 de novembro, um pacote de investimentos em obras de mobilidade urbana em Guarulhos que totalizam R$ 645 milhões. O recurso será destinado aos projetos de implantação dos corredores de ônibus Papa João Paulo I, João Jamil Zarif, Otávio Braga de Mesquita e Paulo Faccini. Durante a solenidade, no CEU Pimentas, o prefeito Sebastião Almeida e o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, assinaram o contrato que permitirá o início das obras do novo Trevo de Bonsucesso e do Corredor Pimentas, na avenida Juscelino Kubitschek, entre o trevo e avenida Jurema.  (foto: José Luiz/PMG)

Dilma destacou que os investimentos em Guarulhos fazem parte de um conjunto de obras no Estado, que ultrapassam R$ 21 bilhões. “Temos um modelo hoje que viabiliza esses grandes projetos de mobilidade urbana. Essa questão está dentro de nossa preocupação com a qualidade de vida das pessoas”, afirmou a presidenta. Segundo ela, Guarulhos poderá executar rapidamente os projetos dos corredores de ônibus e do Trevo de Bonsucesso, que hoje está congestionado devido ao crescimento da cidade na última década. “O trevo é um problema com solução”, disse Dilma.

O prefeito Sebastião Almeida ressaltou que todas as obras anunciadas pela presidenta poderão ser iniciadas já a partir do próximo ano. Segundo ele, a Prefeitura vai priorizar intervenções que tenham alguma relação, como é o caso do novo Trevo de Bonsucesso e do corredor Papa João Paulo I. “Essa obra vai servir como alternativa para as pessoas que hoje têm apenas a rodovia Presidente Dutra como opção”.
O prefeito também comentou a preocupação da Prefeitura nos últimos anos com a elaboração de um Plano de Mobilidade Urbana, preparado para absorver o crescimento do município. “Compreendemos a importância de avançar no alargamento de vias e na implantação de corredores em vias importantes para que as pessoas possam chegar em casa com mais tranquilidade”, afirmou Almeida.
Ele lembrou que até bem pouco tempo atrás Guarulhos não tinha terminais de ônibus – hoje são cinco. Falou da reestruturação do sistema de transportes, que começou com a implantação do Bilhete Único e teve outras novidades, como a renovação da frota de ônibus, com veículos adaptados aos deficientes, entre outras intervenções. “Os recursos do Governo Federal permitirão implantarmos corredores de ônibus, que vão reduzir pela metade o tempo das viagens, e construir o novo Trevo de Bonsucesso, que é a obra mais esperada por esta região de nossa cidade”, completou Almeida.

Corredores de ônibus
Na cerimônia ocorrida na tarde desta quinta-feira, a presidenta Dilma Rousseff assinou convênio liberando recursos de R$ 83 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) para Guarulhos referente ao PAC Grandes Cidades para as obras do Trevo Bonsucesso, Corredor Juscelino Kubitsckek e Terminal Bonsucesso. Essas obras já haviam sido liberadas, tendo ainda recursos de R$ 165 milhões de financiamento junto à Caixa Econômica Federal e R$ 8,7 milhões a título de contrapartida do município. Com a liberação do dinheiro, as obras podem ser iniciadas imediatamente e só no Trevo a estimativa e que demorem 18 meses para serem concluídas.
No PAC Grandes Cidades, foram aprovados projetos referentes aos corredores da avenida Papa João Paulo I, Monteiro Lobato e Santos Dumont, Viaduto Monteiro/Hélio Smidt e Viaduto Santos Dumont.
A presidenta Dilma Rousseff anunciou também mais um pacote de obras beneficiando Guarulhos com quatro novos empreendimentos. O primeiro deles é trecho II da avenida Papa João Paulo I, com recursos de R$ 120 milhões, num total de 4,1 km, que ligará a avenida Jacú-Pêssego ao Trevo de Bonsucesso.

Obras
A obra prevê a implantação de três faixas de tráfego por sentido, sendo uma exclusiva para o transporte coletivo, estações de embarque e desembarque com plataforma em nível e com cobrança externa ao veículo, similar ao sistema do Metrô, além de uma ciclovia. Esta intervenção complementa o trecho I, selecionado no PAC Grandes Cidades.
Outra obra é a do Corredor João Jamil Zarif, com recursos de R$ 215 milhões, que será construído ao longo de 6 km de extensão, ligando as avenidas Otávio Braga de Mesquita e Estrada Velha Guarulhos/Nazaré, nos bairros Taboão e São João. O empreendimento prevê a implantação de três faixas de tráfego em cada sentido, sendo uma exclusiva para ônibus, estações de embarque e desembarque com plataforma em nível e com cobrança externa, além de ciclovia.
Também foram anunciados investimentos na ordem de R$ 100 milhões para o Corredor Otávio Braga de Mesquita, num trecho de 2,3 km de extensão, que ligará as avenida João Jamil Zarif à Engenheiro Albert Lemier, em Taboão. Serão três faixas de tráfego por sentido, sendo uma exclusiva para ônibus, estações de embarque e desembarque com plataforma em nível e cobrança externa ao veículo, similar ao Metrô, além de ciclovia e viaduto sobre a avenida Marginal do Rio Baquirivu.
O corredor Paulo Faccini terá investimento de R$ 210 milhões com trecho de 3,4 km de extensão entre as avenidas Monteiro Lobato e Suplicy, no bairro Paraventi. A obra terá três faixas de tráfego por sentido, sendo uma exclusiva ao transporte coletivo, estações de embarque e desembarque com plataforma em nível e com cobrança externa ao veículo, além de ciclovia e transposição em desnível na avenida Monteiro Lobato.

Com prefeitura de Guarulhos

Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários