Mané Garrincha é exemplo de legado positivo do Mundial

27 de maio de 2014

Visita ao estádio faz parte do tour de Valcke pelas cidades-sede ao longo desta semana. Antes de Brasília, ele esteve no Mineirão

Três meses após dizer que o Mané Garrincha era uma arena madura, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke voltou a elogiar o palco de Brasília na Copa de Mundo. Ele visitou o estádio na tarde dessa quinta-feira, 22. “Brasília e o Estádio Nacional Mané Garrincha são exemplos positivos do legado da Copa 2014 no Brasil”, escreveu o secretário em sua conta no Twitter. “Mais de 777 mil visitantes em apenas um ano. Mais público do que o antigo estádio recebeu em 36 anos. Vai ter Copa”, completou.
A visita ao Mané Garrincha faz parte do tour de Valcke pelas cidades-sede do Mundial ao longo desta semana. Antes de Brasília, também na quinta-feira, ele esteve no Mineirão, em Belo Horizonte, e teceu elogios ao palco mineiro. “O Mineirão recebeu 48 jogos, seis shows internacionais e 1,5 milhão de pessoas desde a Copa das Confederações. É uma arena bem testada”, comentou. Na quarta-feira (21), inspecionou o Beira-Rio, em Porto Alegre, e a Arena da Baixada, em Curitiba.

Aprovação
O último evento-teste oficial do Mané Garrincha antes da entrega para a Fifa ocorreu no sábado (17), quando o Luziânia faturou o Campeonato Brasiliense, apesar da derrota por 1 x 0 para o Brasília. A operação verificou as áreas de segurança e de serviços médicos da arena, aprovadas pelo Comitê Organizador Local (COL). O CEO da entidade, Ricardo Trade, considerou o gramado “perfeito”.
Inaugurado há pouco mais de um ano, em 18 de maio de 2013, o Mané Garrincha já sediou 41 eventos, sendo 29 jogos de futebol (dois deles amadores). Os maiores testes foram a partida Santos x Flamengo (Campeonato Brasileiro) e os jogos da Seleção Brasileira contra Japão (Copa das Confederações) e Austrália (amistoso).

O estádio
A capital do País, Patrimônio Cultural da Humanidade, ganhou um estádio que mantém a tradição dos monumentos da cidade. Uma das arenas com mais jogos na Copa do Mundo, ao lado do Maracanã, o Estádio Nacional Mané Garrincha terá sete partidas. A primeira delas será entre Suíça, cabeça de chave do Grupo E, e Equador, no dia 15 de junho (domingo), às 13h.
O segundo jogo no palco de Brasília para a Copa envolverá outro cabeça de chave, do Grupo C: Colômbia, que duela contra Costa do Marfim no dia 19 de junho (quinta-feira), às 13h. A partida mais aguardada no estádio está marcada para o dia 23 de junho (segunda-feira), às 17h, quando o Brasil, cabeça de chave do Grupo A, enfrentará a seleção de Camarões, podendo garantir a classificação antecipada.
A cidade encerra a participação na fase de grupos recebendo o jogo entre Portugal e Gana, válido pelo Grupo D, no dia 26 de junho (quinta-feira), às 13h. Os outros confrontos serão válidos pelas oitavas de final, dia 30 de junho (segunda-feira), às 13 horas, envolvendo o líder do Grupo E e o segundo colocado do Grupo F, outro pelas quartas de final, no dia 5 de julho (sábado), às 13h e, por fim, a disputa do terceiro lugar, no dia 12 de julho (sábado), às 17h.

Com informações do Portal Brasil

(Visited 476 times, 1 visits today)

Redação Revista Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com

Fone: (11) 96948-7446

Whatsapp: (11) 96948-7446