Grafiteiras afegãs usam arte para amenizar os rastros da guerra

29 de novembro de 2013

Com tintas e sprays, dupla colore o país mutilado pela incoerência humana.

Marcadas pelas guerras, o extremismo religioso e os constantes atentados à liberdade da mulher, a dupla afegã Shamsia Hassani e Malina Suliman, tomou coragem e resolveu se dedicar ao graffiti. Ambas encontraram na arte urbana um meio para se expressar diante do regime que oprime seu país. (Fotos: divulgação)

 Elas são as primeiras grafiteiras do Afeganistão. Com estilos diferentes – Shamsia prioriza pintar mulheres de burca em poses decididas e dominantes; enquanto Malina espalha mensagens políticas nas periferias – a dupla tenta apagar as marcas da guerra com rolos de tinta e sprays coloridos – uma forma de mostrar um país diferente do que estamos habituados a ver na imprensa.

 A iniciativa também visa incentivar outras mulheres a não terem medo de lutar pelos seus objetivos. Os trabalhos podem ser vistos na capital Cabul.

 

 

GraffitiAfeganistão5 GraffitiAfeganistão7 GraffitiAfeganistão8 GraffitiAfeganistão13 GraffitiAfeganistão14

GraffitiAfeganistão_interna

 

(Visited 240 times, 1 visits today)

Redação Revista Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com

Fone: (11) 96948-7446

Whatsapp: (11) 96948-7446