Número de voos deve aumentar durante a Copa de 2014

4 de novembro de 2013

Um acordo entre o governo e as companhias aéreas aumentará em 40% a malha aeroviária.

Um acordo entre o governo e as companhias aéreas deve aumentar o número de voos no Brasil durante o Mundial 2014. O Comitê Interministerial de Acompanhamento de Preços, Tarifas e Qualidade dos Serviços para a Copa do Mundo esteve com representantes das empresas do setor na quinta-feira, dia 31, e se comprometeram a melhorar e a apresentar sugestões para uma nova malha aérea no período do megaevento. “O governo e a as aéreas conseguiram alinhar esforços. O principal encaminhamento é de que haverá uma expansão de 40% da malha aeroviária com rotas alternativas, a partir do momento que já tivermos conhecimento do sorteio das chaves da Copa do Mundo”, afirmou Vinícius Lummertz, secretário nacional de Políticas de Turismo, do Ministério do Turismo. O sorteio dos grupos do Mundial ocorrerá no dia 6 de dezembro.

Monitoramento de preços
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) ficará responsável pelo monitoramento de preços de passagens. O órgão também ira auditar os voos a cada 15 dias. “Diante de tudo que foi discutido, solicitamos ao setor aéreo que informe de forma clara aos consumidores as alterações atuais e futuras em razão do calendário do Mundial. As empresas submeterão até terça-feira, 5 de novembro, uma proposta de comunicação geral aos consumidores para aprovação da Secretaria Nacional do Consumidor”, disse Juliana Pereira, secretária Nacional do Consumidor.

O encontro contou com a participação do secretário-executivo da Secretaria de Aviação Civil, Guilherme Ramalho; do secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda (SEAE/MF), Pablo Fonseca, do representante da Casa Civil, Fernando Pimentel, dos presidentes da Agência Nacional de Aviação Civil, Marcelo Pacheco Guaranys, e do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Flávio Dino.

Com informações do Portal da Copa

Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários