Segunda Temporada “Asas e histórias” da TV Cultura está no ar

A série mostra a história da aviação do ponto de vista cultural e tecnológico.

Por: Redação da Revista Embarque - 6 de fevereiro de 2024

Foto Cláudio Lucchesi

Com 26 episódios de dez minutos cada, Asas e Histórias da TV Cultura trará a cada edição uma aeronave ou helicóptero de grande relevância, seja por questões históricas ou tecnológicas, ou ambas.   A série mostra a história da aviação do ponto de vista cultural e tecnológico. O programa, que terá o dobro de duração nesta nova fase, após pedidos do público, será exibido aos sábados, às 10h45, com reapresentação aos domingos, às 11h, a partir do dia 10 de fevereiro.

“O objetivo do programa é aproximar as pessoas de Aviação, com sua história, que vem impactando a humanidade das mais diversas formas, desde o voo pioneiro do 14-Bis do brasileiro Alberto Santos Dumont”, explica o jornalista de aviação e apresentador do programa, Claudio Lucchesi.

O apresentador ainda acrescenta: “E mostrar, inclusive, que a Aviação está nas nossas vidas mesmo sem irmos a um aeroporto. Ela está até nas nossas cozinhas, no forno de micro-ondas, cuja tecnologia tem raízes numa questão militar da aviação na 2ª Guerra Mundial. Ou na compra que fazemos pela internet, e que chega em uma semana, vindo de outro país, graças ao transporte aéreo”.


Foto: Cláudio Lucchesi

Episódio de estreia

No primeiro episódio, neste sábado (10/2), a série traz o jato de ataque AMX, fabricado pela Embraer, uma empresa nacional, e utilizado pela Força Aérea Brasileira. O seu projeto teve origem na Itália, com a Aermacchi e Aeritalia, às quais se uniu à Embraer, e trouxe para a fabricante brasileira e para a nossa aviação um mundo de tecnologias então inéditas, indo desde uma eletrônica de bordo totalmente integrada até controles de voo digitais, da pilotagem, assistidos por computador.

A importância do AMX foi enorme, porque a Embraer não só participou do desenvolvimento, e assim agregou essas tecnologias avançadas, como o próprio avião foi fabricado no Brasil, permitindo que também se “aprendesse” a produzir em série um avião tão avançado. Um conhecimento que floresceu e é a raiz da tecnologia de última geração presente nas atuais aeronaves da Embraer – que fazem da empresa brasileira a terceira maior fabricante de aviões do mundo.

No segundo episódio, que vai ao ar em 17 de fevereiro, o público conhece o caça britânico Bae Harrier – um avião de combate a jato criado em plena Guerra Fria e que é capaz de decolar e pousar como um helicóptero, e assim pode operar mesmo sem a pista de um aeroporto ou base aérea.

Utilizado por diversos países, além do Reino Unido, como os Estados Unidos, Itália, Espanha e Índia, o Harrier ganhou as manchetes do mundo durante a Guerra das Malvinas, em 1982, quando foi o principal avião de combate das forças britânicas enviadas para retomar as ilhas, invadidas e tomadas pelo Governo militar argentino.

E tem mais…

Ao longo dos outros 24 episódios, o público vai conhecer os jatos civis que revolucionaram o transporte de passageiros no Brasil e no resto do mundo; os jatos executivos, helicópteros capazes de operar desde o Ártico até o Deserto do Saara; e diversas outras aeronaves que marcaram os céus do mundo!

Confira parte da programação:

Episódio 1 – 10/2e
Embraer AMX (A-1)

Episódio 2 – 17/2
BAe Harrier

Episódio 3 – 24/2
Tupolev Tu-22M3 “Backfire”

Episódio 4 – 2/3
Embraer Phenom 300

Episódio 5 – 9/3
DHC-5 Buffalo

(Visited 119 times, 1 visits today)

Redação Revista Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com