Aeroportos americanos expandem sistema de reconhecimento facial

Por enquanto, o sistema é focado apenas em viajantes internacionais

Por: Vanessa Barboza, Redação Revista Embarque - 21 de junho de 2019

Sistema de reconhecimento facial em aeroporto americano| Foto: Bill O'Leary/The Washington Post

O aeroporto JFK, o maior de Nova Iorque, nos EUA, está expandindo o  sistema de reconhecimento facial. Segundo o Washington Post, essa tecnologia não está comprovada e, em grande parte, não regulamentada – mas já está chegando aos demais aeroportos americanos.

Nos portões eletrônicos da  companhia JetBlue, por exemplo, já foram escaneados mais de 150.000 rostos nos últimos dois anos para verificar os viajantes internacionais antes de embarcarem.

Em Atlanta, a Delta possui um terminal biométrico que usa seu rosto no check-in, despacho de bagagens, segurança e embarque. Segundo a companhia,  o escaneamento ajuda a agilizar o embarque em nove minutos nos voos internacionais, economizando dois segundos por passageiro.

Sorria para a câmera

Ao entrar no portão eletrônico de embarque, o passageiro coloca os pés em marcadores azuis e olha por alguns segundos em direção a uma caixa à sua direita. Uma câmera interna tira uma foto do seu rosto – às vezes duas ou três, se não conseguir uma boa foto.

O rosto do passageiro é  capturado pela companhia aérea e depois comparado com um banco de dados de rostos da US Customs and Border Protection (CBP), que informa se ele está liberado para embarcar.

Por enquanto, o reconhecimento facial no aeroporto é focado apenas em viajantes internacionais. Ou seja, os cidadãos dos EUA têm o direito de recusar.

*Com informações do Washington Post

 

Redação Embarque

Email: embarque@revistaembarque.com
Email: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Fone: (11) 3101-1912

Comentários